0

Intoxicação gastrointestinal pode ser curada com um simples composto natural: o alho. Confira

O alho é um poderoso remédio para o caso de uma intoxicação gastrointestinal, também conhecida por gastroenterocolite aguda. Este problema pe ocasionado pela ingestão de alimentos que contenham compostos prejudiciais ao organismo, assim como bactérias, vírus e parasitas.

Geralmente, as bactérias responsáveis por uma intoxicação gastrointestinal são Shigella, Salmonella, E. coli, Clostridium e Staphilococus. Quanto aos vírus, normalmente o responsável é o Rotavírus e suas toxinas ou então, componentes tóxicos, fungos e produtos químicos.

O mais comum de se acontecer ao adquirir a intoxicação gastrointestinal é quando o paciente afetado pela ingere alimentos que foram expostos ao ar livre ou que ficaram guardados por um tempo maior que o necessário. Se não há higiene correta antes da refeição, como um indivíduo não lavar as mãos antes de tocar na comida, esta intoxicação também pode ocorrer, porém de uma forma mais leve que tende a durar um período menor.

Como dissemos no início do post, o alho é um remédio natural para a intoxicação gastrointestinal, por ter princípios que agem na direto na causa. Se esta intoxicação for devido a vírus, fungos e bactérias, o alho é capaz de aliviar sintomas como as dores abdominais intensas e a diarréia.

Para usar o alho nessa finalidade, pode-se preparar um chá.

Modo de preparar:
Coloque um dente de alho em um copo de água fervente. Aguarde a água curtir por alguns minutos para que fique em uma temperatura agradável para beber. Então, adicione uma colher de sopa de mel e beba em seguida.

Este remédio natural irá aliviar muito os sintomas causados pela intoxicação. No entanto, é importante deixa claro que se o paciente apresentar febre muito alta, dores abdominais intensas ou vômitos frequentes, o ideal é procurar um médico imediatamente, levando em consideração que este tipo de intoxicação pode ser de grau severo e causar sérios riscos à saúde.

Este é um blog de notícias que contém tratamentos caseiros. Eles não substituem um especialista. Consulte sempre seu médico.

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *