0

Passado de homem que agrediu mulher por 4 horas vem à tona e é assustador

Nesta sexta-feira, 15 de fevereiro, um crime virou um dos principais assuntos do país. A paisagista Elaine  foi agredida por 4 horas pelo estudante Vinícius Serra. O estudante chegou a dar um nome falso ao entrar no condomínio de Elaine.

Os dois tiveram uma noite normal, até que, na madrugada, ele teria começado a dar socos em Elaine. Ela ficou desfigurada após consecutivos golpes que recebeu, apenas sendo salva depois de muito gritar por socorro.

Não demorou muito e o passado do agressor veio à tona. De acordo com informações do Jornal O Globo, o agressor já foi denunciado uma vez pelo próprio pai, Zacarias Batista de Lima, depois de agredir o irmão, Diego, que é deficiente. A agressão ocorreu no dia 8 de fevereiro de 2016.

Homem que agrediu paisagista já havia batido em irmão com deficiência

De acordo com a queixa, por volta de 2h30m daquele dia, Zacarias foi despertado por gritos. Ao chegar ao quarto dos filhos, viu que Vinicius estava em cima do irmão, aplicando golpes de jiu-jítsu.

Ainda na briga, o próprio pai teria sido agredido por Vinícius. O agressor foi acusado também de ter iniciado toda a confusão por acreditar que o irmão deficiente teria furtado cerca de R$ 1.200.

Na época, Vinicius já era faixa roxa de jiu-jítsu. Ele chegou a competir e ficou em primeiro lugar na categoria médio pesado. Antes de se encontrar com Elaine, ele que é de uma família de lutadores,  conversou durante oito meses com a paisagista por meio das redes sociais. Além de bater na vítima, funcionários do condomínio de Elaine foram ameaçados.

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *