0

Lixo eletrônico: o que é e onde descartar?

Algo que causa muitas dúvidas nas pessoas é como descartar eletrônicos, eletrodomésticos e móveis. Na maioria das vezes esses objetos ficam armazenados em garagens ou mesmo dentro de casa. Além de ocuparem espaço, atrapalham o dia a dia e acumulam poeira. Isso porque, no caso do lixo eletrônico, ele não pode ir para o lixo comum. Veja quais itens entram no grupo do lixo eletrônico e dicas de como descartá-los corretamente.

O que é? Nesse grupo entram todos os produtos que necessitam de energia para funcionar, como televisão, micro-ondas, computador, celular, tablet, telefones de parede, baterias, câmeras fotográficas, impressoras, sanduicheira, chapinha, secador de cabelo, controle remoto, máquina de lavar, secadora, geladeira, freezer, DVD, aparelho de som, fones, ferro de passar e afins.

Esses produtos são chamados de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrônicos (REEE). Eles se atualizam rapidamente, e os mais antigos acabam ficando obsoletos, então é preciso dar um destino a eles para que compre novos.

Quais os perigos do descarte incorreto de lixo eletrônico? O descarte desses itens não pode ser feito de qualquer jeito, nem em qualquer lugar, pois eles prejudicam o meio ambiente. Essas peças possuem substâncias tóxicas em sua composição, como chumbo e mercúrio, além de serem feitas com plástico, vidro e metais que levam muito tempo para se decompor na natureza.

Quanto aos químicos, além de danosos para solos e lençóis freáticos, essas substâncias costumam ser cancerígenas. Esse tipo de resíduo começou a ganhar mais atenção na última década, já que é um tipo de lixo que só aumenta. Somente em 2018 foram estimadas mais de 50 milhões de toneladas de lixo gerado.

Como descartar? Há algumas formas conscientes e simples de realizar o descarte dessas mercadorias. Há, inclusive, formas de você fazer isso sem precisar sair de casa. Veja abaixo como proceder.

Faça doações a igrejas ou a instituições de caridade: Comunidades religiosas aceitam doações de móveis, eletrônicos e eletrodomésticos. Se não são mais úteis a você, elas podem encontrar pessoas que estejam precisando. O mesmo vale para instituições de caridade, como o Mensageiro da Caridade. Tanto o Mensageiro quanto igrejas podem buscar as doações em sua casa gratuitamente. Mas, nesse caso, devem ser peças que ainda funcionam, só que você não usa mais.

Entre em contato com a prefeitura: As prefeituras de todo o país realizam um serviço de coleta desses itens. Entre em contato com a de sua cidade e informe-se sobre como funciona esse serviço. Ele é gratuito e é de responsabilidade do órgão público fazer esse tipo de coleta para que não fique lixo na rua. Em São Paulo e em Belo Horizonte ligue para 156. No Rio de Janeiro, 1746.

Ecycle: Existe uma empresa privada que realiza serviço de coleta em todo o Brasil. Chamada Ecycle, ela cobra pelo serviço, ao contrário da prefeitura. Ainda assim, vai a sua casa e coleta eletrônicos, móveis e eletrodomésticos. Basta entrar no portal online da empresa, preencher alguns dados e esperar pelo orçamento.

Lojas de eletrônicos: Dependendo do tipo de peça que deseja descartar, pode levar até uma loja de produtos eletrônicos, geralmente as que consertam esses itens. As lojas de celulares, por exemplo, aceitam as baterias antigas e celulares obsoletos. Mas, antes de levar as peças na loja, ligue para se certificar de que realmente aceitam ou, então, se conhecem o local apropriado para levar.

admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *