0

Este bichinho feio habita em nosso corpo e você nem imagina onde

Todos nós sabemos que, no nosso corpo, tem milhões de micro-organismos que vivem por todo o nosso corpo, fazendo parte do nosso ciclo de vida. Infelizmente, ou ainda bem, não é possível serem vistos à olho nu.

Caso contrário, poderia ser muito assustador. Mas tem a parte boa nisso, embora estes bichinhos que transportamos no nosso organismo, seria extremamente horrível, se tivéssemos que vê-los a todo instante.

Este do qual estamos falando, se chama ( Demodex folliculorum ), não é bonito de se ver e é até assustador. É minúsculo tem menos de 0,4 mm já imaginou? Mas tem uma importante tarefa a fazer no nosso corpo.

Podemos falar que são nossos parceiros no dia a dia. Tal como os humanos, eles também tem seu ciclo de vida: Desde o nascer, acasalar e acabam por morrer no seu local de trabalho.

Exato, eles se encontram nos poros e raízes dos nossos pelos do rosto. Neste exato momento, eles podem até estar passeando no seu rosto, sem que você perceba.

Não se assuste, mas algumas pessoas que tenham uma imunidade relativamente baixa e que sua pele no rosto apresente manchas avermelhadas, aí se pode falar em rosácea, e convém ser tratado com um médico especialista em pele, para que não se alastre.

Além disso, também podem ser encontrados em outras partes, como: peito, pés e orelhas. À medida que o ser humano envelhece, a colonização do demodex aumenta.

Os sintomas de folliculorum demodex são semelhantes à blefarite comum, por exemplo, cócegas oculares e comichão, sensação de rastejar, crosta e vermelhidão da margem da tampa, e visão turva.

As suspeitas de uma infestação de Demodex devem ser despertadas pela perda de pestanas e/ou caspa cilíndrica em torno da base das pestanas. Os ácaros demodex podem ser detetados examinando as pestanas com um microscópio.

Este é um blog de notícias que contém tratamentos caseiros. Eles não substituem um especialista. Consulte sempre seu médico/dermatologista.

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *