0

Você já teve Déjà vu? Saiba o que é e por que ele acontece

uem nunca teve aquela sensação de já ter visto ou vivido a cena que acabou de acontecer ou, quem sabe, de já ter estado em um lugar que nunca antes entrou? Pois é, isso é o famoso déjà vu sentimentos são comuns e é possível que todo mundo passe por eles um dia.

Embora, no passado (e mesmo hoje em dia), muita gente faça ligação desses momentos com vidas passadas e outros acontecimentos sobrenaturais, a ciência aposta que essa sensação seja mais explicável do sentido biológico e tem até um nome, déjà vu, que em francês significa “já visto”.

De vem o Déjà vu?

Segundo a ciência esse fenômeno que atormenta a humanidade há séculos está diretamente relacionado ao nosso sistema de memórias e, de certo modo, é considerado pela psicologia cognitiva como uma falha.

Isso porque, segundo estudos, a razão para o fenômeno do déjà vu é um atrofiamento no lobo temporal, uma partezinha do cérebro que fica logo atrás das orelhas (como você vê na foto abaixo) e é responsável pela gravação de memórias.

De forma geral, assim que as informações são gravadas, são também acessadas no banco de memórias. Isso por sua vez, causa a sensação de algo novo já “estar lá antes”.

O fenômeno do déjà vu, então, acontece quando o cérebro realiza a gravação, mas você não sabe disso conscientemente. Assim, essa sensação interpretada por muita gente como um sinal de vida passada ou de um presságio do futuro se trata apenas de um acesso de memórias que não sabemos que temos.

Resumindo…
Apesar de dar trabalho estudar esse assunto – já que fenômeno do déjà vu não tem hora nem dá sinal de que vai acontecer – a ciência já conseguiu descobrir até o nome da região específica que dá abertura a esse tipo de fenômeno: o giro dentado, que está dentro do lobo temporal, como já mencionamos aqui.

É exatamente essa parte a responsável pela relação entre fragmentos de memória e sua capacidade de desencadeamento de sensações, como quando você come uma comida que lembra sua infância, por exemplo.

Já, para a psiquiatria, o fenômeno do déjà vu é um transtorno que pode ser explicado a partir das ligações que o cérebro tenta estabelecer entre as memórias e lugares novos com os antigos, para facilitar o entendimento.

É por isso, ainda, que os psiquiatras apontam que o fenômeno do déjà vu seja mais frequente com jovens que viajam com frequência, por exemplo, uma vez que eles vêem vários lugares diferentes, sem ficar, exatamente, em nenhum deles por muito tempo.

E você, alguma vez já experimentou o fenômeno do déjà vu? Você sabia que tanta coisa pudesse estar envolvida nessa história?

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *