0

Corpo de Santa Rita de Cássia continua intacto após 562 anos de sua morte

Nascida na Itália, em 1381, a monja, Santa Rita de Cássia, foi beatificada em 1627 e em 1900 foi canonizada pela Santa Igreja Católica. Filha de dona Amata Ferri e seu Antônio, casal que era admirado por todos na região, por seus atos de bondade e caridade aos necessitados.

Rita nasceu num berço católico e viveu todos os seus dias para servir a Deus e ao próximo, ainda na adolescência, ela demonstrou o desejo de se tornar uma freira, mas por insistência de seus pais, deixou o sonho de ir para o convento e se casou com um homem rico, chamado Paolo Mancini.

logo no primeiro ano de casada, ela percebeu que o esposo era infiel, imoral e agressivo, sofreu muito, mas orava pela conversão dele e tentava o ajudá-lo.

Anos depois o casal teve dois filhos, Paulo Maria e Giangiacomo Antonio, ela os criou no catolicismo. Quando as coisas estavam se ajeitando, seu esposo foi assassinado. Ainda no velório, o irmão de Paolo, convenceu os filhos de Rita a vingarem a morte do pai.

Ao saber o que os filhos planejavam, e com medo que por conta disso, eles se tornassem assassinos, Rita começou pedir à Deus que levasse seus dois filhos. E assim aconteceu.

Depois que perdeu seu esposo e filhos, Rita foi admitida pela Madre Superiora, no convento. Anos depois, a santa foi morar com Deus. Depois de muita dedicação às santas obras, sua beatificação foi feita por ato do Papa Urbano VIII.

O corpo da santa em questão está disponível à visitação do público, na Itália, e embora tenha perdido em parte sua coloração natural, mesmo 562 anos depois de sua morte, o corpo de Rita permanece milagrosamente incorrupto.

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *