0

2 truques que vão desbloquear o nervo ciático e aliviar a dor em poucos minutos!

Só quem sofre com dor no nervo ciático sabe como é terrível. Ele é o maior nervo do corpo e se estende desde a face posterior do quadril, passando pelas nádegas e vai até os dedos dos pés. Na juventude, o nervo ciático costuma ser totalmente saudável, mas, com o passar do tempo, é normal que ele sofra alguns danos.

Os sintomas são dormência e dor aguda, além de: – Dificuldade para mover as pernas – Queimação nas pernas – Dificuldade para andar, sentar e ficar em pé – Perda de reflexo.

É possível que já depois dos 30 anos se possa desenvolver inflamações nesse nervo. No entanto, a ciática é mais comum entre pessoas idosas e mulheres grávidas. O que causa a dor não é apenas a inflamação, mas também a perda da elasticidade – a vítima sente isso quando tenta sentar ou fazer certos movimentos.

Para ajudar a tratar essa situação tão incômoda, faça os seguintes exercícios:

Exercício 1: Para fazer este exercício, você deve conseguir um colchonete de ginástica ou algo que possa suavizar nosso contato com o solo. A superfície onde você se exercitará deve estar totalmente plana. Deite-se, de barriga para cima, e então dobre sua perna dolorida, como mostra a imagem.

Em seguida, segure a outra perna e puxe em direção ao ombro, com cuidado, com as mãos. Quando sentir uma tensão, segure na posição por 30 segundos e depois volte para a posição inicial. Descanse e repita o processo mais duas vezes.

Exercício 2: Assim como o exercício anterior, você precisa de um colchonete de ginástica ou algo que possa suavizar nosso contato com o solo. E a superfície onde você se exercitará também deve estar totalmente plana. Deite-se no chão, estique uma perna e dobre a outra, aproximando o joelho do peito, como mostra a imagem.

A pelve deve ser mantida próxima ao solo. A perna a ser dobrada deve ser a que está dolorida. Quando sentir a pressão, mantenha a posição por 30 segundos e depois retorne à posição inicial e repita mais duas vezes.

IMPORTANTE! Estes exercícios são ótimos. Mas só os faça sob o consentimento do seu médico ou fisioterapeuta.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *